You are currently viewing 11 Dicas de como poupar EM VIAGEM – Poupar ou não poupar, eis a questão!

11 Dicas de como poupar EM VIAGEM – Poupar ou não poupar, eis a questão!

A vida é feita de opções, por isso quando viajas não é diferente. Ou optas por poupar em viagem, ou não! O truque é poupar, sem abdicar daquilo que realmente importa para a tua viagem!

 

O que fazer, então, para poupar em viagem?

Não há milagres. Ou seja, se queres realmente poupar em viagem, vais ter que a planear.

Aliás, o planeamento é, sem dúvida, a parte mais importante para que consigas poupar em viagem.

Todavia, o planeamento não deve ser exaustivo. Ou seja, não há necessidade de planeares os dias todos da tua viagem com actividades. E para ser honesta eu não o faço e, logo, não o recomendo.

O que devo incluir no planeamento da minha viagem?

O planeamento de uma viagem, deve não só incluir os bilhetes de avião e o alojamento, como também as actividades, a alimentação, os transportes, os câmbios, as comunicações móveis, as souvenirs, etc.

Em suma, quanto mais elaborado estiver o teu planeamento, menos hipóteses tens de fugir do orçamento que definiste para a tua viagem!

Em seguida, podes encontrar todos os tópicos que devem ser incluídos no teu planeamento.

 

1 – Bilhetes de Avião

Primeiramente deves tratar dos teus bilhetes de avião, uma vez que são os custos de viagem mais voláteis.

Há uma espécie de “teoria” entre os viajantes, que afirma que os bilhetes de avião estão mais baratos às terças-feiras à noite, aproximadamente 3 meses antes da data de partida. Quanto ao dia da semana, confesso que não sigo à risca, mas costumo marcar os voos com essa antecedência e quase sempre à noite. Outra dica importante, principalmente se vais fazer a procura de voos durante vários dias ou várias vezes ao dia, é fazê-la em modo anónimoRelativamente aos melhores motores de busca para voos, recomendamos o Skyscanner ou o Momondo. Estes dois websites são, tal como o nome indica, motores de busca e por isso não são vendidos quaisquer voos nessas plataformas.

2- Bagagem

Em segundo lugar, aparece a bagagem.

Visto que a maior parte das companhias já dispõem de uma tarifa económica se apenas levares uma mala de mão, deves pensar seriamente em optar por levar apenas essa mala de mão.

poupar-em-viagem-mochila
Mochila da Quechua, passa como mala de mão

Do mesmo modo que a tua tarifa aérea vai baixar se apenas levares uma mala de mão, também a tua viagem se vai tornar automaticamente mais barata. Em virtude de teres uma mala pequena, podes transporta-la facilmente em transportes públicos, em vez de transportes particulares e estás limitado/a em espaço para fazer compras desnecessárias.

Eventualmente, viajares só com mala de mão também te pode salvar de alguns dissabores, como por exemplo extravio ou dano da mala de porão.

Sabe mais sobre como fazer uma mala de mão aqui

3 – Alojamento

Em terceiro lugar, deves procurar o alojamento que mais se adequa ao tipo de viagem que vais fazer.

poupar-em-viagem-hostel
Hostel com Piscina em Byron Bay

O tipo de alojamento de uma viagem para uma ilha paradísica, não deve ser o mesmo se vais viajar para uma cidade cosmopolita.

Deves, por isso, analisar o que pretendes realmente fazer no teu alojamento enquanto estás em viagem. Ou seja, se pretendes explorar o destino, o que realmente importa no teu alojamento é que:

  • seja limpo,
  • confortável,
  • bem localizado,
  • perto de transportes e
  • ofereça pequeno-almoço ou cozinha para preparares as tuas refeições.

 

4 – Alimentação

Como anteriormente referido é importante que o teu alojamento tenha, incluído na tarifa, o pequeno almoço ou que tenha uma cozinha comum, para que possas preparar as tuas refeições.

Desta forma vais economizar muito dinheiro especialmente em snacks para comer ao longo do dia ou até mesmo o teu almoço. Podes ir a um supermercado ou aos mercados e comprar algumas coisas básicas para fazer umas sandes, por exemplo.

Nas idas ao supermercado, deves sempre procurar pela prateleira de produtos em fim de vida ou “feios”. Felizmente há cada vez mais supermercados a aderir a este conceito e por isso fica ainda mais fácil de poupar em viagem. Nestas prateleiras vais encontrar produtos perfeitamente comestíveis que estão perto do fim de validade ou então que estão feios (isto é valido para os frescos principalmente). Fiz muitas refeições nas minhas viagens por 2 e 3 euros.

poupar em viagem alimentaçao1
Refeição de Supermercado – 3 euros

Igualmente importante é levares contigo uma garrafa de água reutilizável. Na maior parte dos Países a água da rede publica é potável. Contudo pode ter algum tipo de sabor e por isso é recomendável que leves uma garrafa com filtro de carvão.

No entanto não deves prescindir de pelo menos uma vez, experimentar a gastronomia local. Aliás, há poucas coisas que definem tão bem a cultura de um País como a sua gastronomia. Aqui a minha dica é que não caias na tentação de ir logo nos primeiros dias. Conforme fores explorando o local vais-te apercebendo onde se come bem e barato.

poupar-em-viagem-alimentacao-2
Pratos tradicionais islandeses – Cordeiro Fumado, Truta fumada, Puré de Peixe, Tiras de bacalhau seco com manteiga e tubarão fermentado

5 – Transportes/Deslocações

Sem dúvida que se pretendes explorar um destino o custo das tuas deslocações deve ser bem calculado. Na maior parte das vezes existem imensas opções que sempre se resumem a 4:

  • Andar a pé
  • Utilizar os transportes públicos
  • Utilizar os transportes privados
  • Alugar um carro

    poupar-em-viagem-trasnportes
    Elevador em Wellington, Nova Zelândia

Nos transportes públicos deves, antes de tudo, consultar os respectivos websites de modo a ficares familiarizado do tipo de passe de viagem que deves adquirir. Aqui deves ter em atenção o numero de dias que vais ficar no destino e qual o tipo de passe que melhor serve as tuas necessidades.

De maneira idêntica, no que se refere aos transportes privados, esse trabalho de casa também deve ser feito. Há companhias rodoviárias e ferroviárias que tem promoções de 50% ou mais se comprares os bilhetes com antecedência. Estou a falar de, por exemplo, transferes de aeroporto por 3 euros. Do mesmo modo deves verificar que companhias de TVDE existem nesse destino, bem como companhias de Táxi. Para as plataformas TVDE as dicas que tenho para vos dar são (se não estiverem com pressa): Nunca utilizem um TVDE em horas de ponta e sempre que possível façam Rideshare.

Caso ainda não tenhas uma conta Uber, podes fazer o teu registo aqui e receber um desconto.

Por fim o aluguer de carro, deve apenas ser tido em conta caso não haja outra opção. Se alugares um carro vais ter despesas não só com gasolina, portagens e parquímetros como também no seguro e caução da rent-a-car.

6 – Câmbios/Dinheiro/Cartões

Este é sempre um dos assuntos que mais “assombra” os viajantes, muito por causa das comissões “escondidas” dos bancos.

No entanto temos a solução perfeita para acabar com todos os teus problemas no que a este tema se refere.

Existem agora no mercado inúmeros cartões de débito pré-pagos, e que não só suportam várias moedas como também tem taxas de câmbio imbatíveis e sem as famosas comissões “escondidas”.

A nossa recomendação vai para o cartão Revolut. Neste momento, na nossa opinião é o que tem mais vantagens, e que vão muito além das anteriormente enunciadas.

Poupar-em-viagem-revolut

Podes pedir o teu cartão Revolut gratuitamente através deste link.

Ainda assim, os métodos mais comuns de fazer pagamentos no estrangeiros mantêm-se activos e não desapareceram. Por outras palavras, para além do Revolut deves, igualmente, viajar com os teus cartões de débito e de crédito, bem como com algum dinheiro na moeda de destino.

Se por algum motivo te vires forçado a utilizar os teus cartões de débito ou credito, lembra-te sempre do seguinte:

  • Levanta nas ATM’s com o teu cartão de débito, o máximo montante possível. Atenção que há ATM’s que cobram uma taxa extra, que nada tem a ver com as comissões do teu banco.
  • Paga as compras com o teu cartão de crédito

Caso te sobre algum dinheiro na moeda do teu destino, e não tenhas possibilidade de trocar no banco no teu regresso, pensa em dar esse pouco dinheiro a um sem abrigo. Para ti são moedas que vão ficar inutilizadas no fundo da gaveta, enquanto que para essa pessoa pode ser a diferença entre comer e não comer algo nesse dia.

7 – Seguros de Viagem e Cancelamento

É provável que tudo corra bem na tua viagem e que regresses dela, apenas com o espírito revitalizado e muitas histórias para contar.

Contudo sabemos, hoje mais que nunca, que tudo pode mudar da noite para o dia!

Viajar sem seguro de viagem é, hoje em dia, algo praticamente impensável de se fazer, não só pela situação pandémica que estamos a viver, mas principalmente porque o custo de um seguro de viagem no orçamento final é praticamente, o preço de um jantar num restaurante.

Se ainda não estás convencido de que um seguro de viagem é realmente barato, então temos uma novidade para ti.

Somos parceiros oficiais da IATI, uma das maiores seguradoras de viagem e com preços imbatíveis. Como se não bastasse, se comprares o teu seguro connosco tens ainda mais 5% de desconto. Clica na imagem

Iati seguros

A IATI tem atendimento em Português, não tem franquias, tem 39 causas de cancelamento e foi a primeira companhia a ter uma cláusula Covid -19.

Todas as nossas Tours requerem seguro de viagem e cancelamento, para que estejas sempre protegido, mesmo que fiques impedido de iniciar viagem.

8 – Comunicações Móveis

Certamente já disseste para ti próprio inúmeras vezes “nas próximas férias até vou desligar o telemóvel”.

Entretanto, todos sabemos que é quase impossível isso acontecer.

Se vais viajar, deves ter em atenção duas coisas:

  • Telemóvel desbloqueado
  • Roaming activado

Antes de tudo, deves falar com a tua operadora sobre o preço do roaming no destino, bem como o preço pelo seu uso.

 

poupar-em-viagem-internet1
Pocket Wi-Fi

Se não quiseres ficar dependente das redes WiFi (que cada vez são mais e gratuitas), deves estar preparado para pagar pelo roaming, ou então comprares um cartão SIM ou um Pocket WiFi no destino. Para não haver surpresas, e da mesma forma que os transportes, deves pesquisar antes, qual a melhor operadora.

9 – Actividades

É provável que quando queres visitar um destino saibas, à priori, algumas das coisas que queres visitar/fazer/comprar por lá.

São essas atividades que devem já estar incluídas no teu planeamento. Deves fazer pesquisa e até mesmo falar com quem já la esteve. Aqui também podes conseguir bons descontos, por comprares antecipadamente e assim poupar em viagem.

Como referido anteriormente, não recomendo de todo, planeares todos os teus dias. Deixa sempre tempo livre para fazeres algo que não estava planeado, pois é geralmente aí que as melhores historias acontecem.

Uma vez no destino procura e fala com os locais. Eles mais que ninguém saberão indicar-te bons negócios e muitas vezes locais e actividades desconhecidos do grande publico.

10 – Souvenirs

Afinal, quantos de nós conseguem resistir á tentação de comprar uma souvenir?

Provavelmente muito poucos.

Contudo aqui, também podes poupar imenso e como dito anteriormente, o espaço livre da tua mala vai ditar o dinheiro que vais gastar.

Não tem nada de mal trazer uma recordação da tua viagem, salvo se for algo ilegal, como é obvio.

 

poupar-em-viagem-souvenirs
Os meus souvenires são pequenas estátuas com clip de modo que possa colocar fotos das pessoas que viajaram comigo ou que encontrei em viagem

Quando procuras por recordações, deves tentar por optar em comprar algo feito à mão, localmente e de preferência com alguma utilidade, ou acabará esquecido no fundo duma gaveta. Nos mercados existe sempre hipótese de negociar o preço.

Uma das ideias mais brutais que vi foi postais. A miúda viajava comigo no autocarro e sempre que chegávamos a um destino novo, ela ia comprar um postal. No final do dia ela escrevia no postal e ia colocar no correio. Perguntei se era para a família dela. Ela disse que era para ela. Quando chegasse a casa tinha um diário de viagem em postais. Fiquei boquiaberta com a simplicidade deste “esquema de recordações” e quase chorava por não ter feito o mesmo.

E não, não precisas de trazer 30 recordações para dar a todos os amigos e familiares, a menos que te peçam. A recordação é tua. Foste tu que lá estiveste.

11- Constrói um cash-flow

Na vanguarda do acto de “poupar” e não só de “poupar em viagem” está o nosso Cash-Flow.

Este método de poupança foi-me apresentado pelo Gonçalo Cruz, também ele um expert em poupar em viagem.

Um Cash-flow é basicamente um documento onde estão anotadas as tuas entradas e saídas de dinheiro.

Manteres um cash-flow actualizado desde o início e durante a tua viagem, vai-te permitir saber o que já gastas-te e mais importante onde estás a gastar o dinheiro.

Podes fazer um Cash-Flow em papel,  ou então utilizar a app Money Wallet.

Em conclusão, a melhor maneira de poupar em viagem é planear bem e com antecedência. Quanta mais antecedência, mais vais poupar pois vais conseguir preços mais baixas e promoções.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta