You are currently viewing Évora – O que visitar em Évora
Templo Romano

Évora – O que visitar em Évora

Évora é uma cidade que prevaleceu no tempo. Depois do terramoto de Lisboa, Évora foi considerada a cidade que melhor representava os  tempos áureos de Portugal. Aliás, essa foi uma das razões que contribuiu para a sua elevação a Património Mundial da UNESCO em 1986.

Percorrer as calçadas do seu centro histórico é como ouvir uma história. Cada janela, porta ou calçada tem algo para contar. Com a barragem de Alqueva a escassos quilómetros, Évora tornou-se um destino ideal para os amantes de cultura e natureza.

Assim, neste artigo vamos mostrar-te aquilo que de melhor, Évora tem para oferecer.

O que visitar em Évora?

Monumentos Megalíticos

Se gostas do misticismo que envolve, naturalmente, os Monumentos Megalíticos então, podemos dizer que estás no maior centro Megalítico da Península Ibérica. Aproveita!

Nas imediações da cidade, existem inúmeros monumentos megalíticos que, certamente, merecem uma visita. O maior e mais famoso é o Cromeleque dos Almendres, composto por cerca de 100 monólitos dispostos em forma de ferradura. Fica a cerca de 20km de Évora. No caminho ainda podes visitar o Menir dos Almendres que, visto a partir do Cromeleque, indica a direcção do Sol Nascente.

Continuando a viagem no período Mesolítico, recomendamos também a visita à Anta Grande do Zambujeiro, que fica a 10 km do Cromeleque dos Almendres. A anta (ou dólmen) é um monumento funerário colectivo, ou seja, servia para enterrar os mortos. A Anta Grande do Zambujeiro merece uma visita por ser a maior da Península Ibérica, formada por sete esteios e uma laje.

Cromeleque dos Almendres
Cromeleque dos Almendres                                               Menir dos Almendres                                        Grande Anta do Zambujeiro

Entretanto, se quiseres continuar esta viagem no tempo, recomendamos ainda a visita ao Cromeleque de Vale Maria do Meio e à Anta do Barrocal. Ambas distam menos de 20 kms do centro de Évora.

Uma visita ao Povoado do Alto de S. Bento para ver os seus recuperados moinhos, é também recomendado, uma vez que oferece vistas únicas sobre toda a cidade de Évora.

Monumentos e sítios Históricos

Praça do Giraldo

O coração da cidade de Évora tem um nome – Praça do Giraldo – assim batizada em homenagem a Geraldo Geraldes “o sem pavor”. Aqui é onde os Eborenses recebem as suas visitas. Com cafés, restaurantes, esplanadas e uma fonte barroca com 8 bicas,  é definitivamente, o local onde nos vamos sentir em casa.

Praça do Giraldo com a sua fonte - évora
Praça do Giraldo com a sua fonte de 8 bicas

Catedral de Évora e Largo das Portas de Moura

Nem todas as cidades se podem gabar de ter uma catedral. Contudo, para além de Évora ter esse privilégio, a sua catedral é realmente fascinante, belíssima e a única Catedral Medieval de Portugal. Impossível não a identificar. A sua silhueta rasga o casario baixo característico do Alentejo. Para lá chegar, é só subir a rua 5 de Outubro, uma das ruas mais importantes para o comércio artesanal alentejano.

Um dos largos mais nobres da cidade – Largo das Portas de Moura, não só vale a visita para observar as belas fachadas de casas senhoriais, como também por um peculiar ângulo que oferece da Catedral de Évora.

catedral de évora
Catedral de Évora

Capela dos Ossos e Jardim Público

O sinistro e o fascinante andam muitas vezes de mão dadas. Desse modo, a Capela dos Ossos é um bom exemplo disso. O objectivo da peculiar construção desta capela é bastante simples – mostrar a fragilidade da vida Humana. Aliás, a mensagem no topo da entrada, não podia ser mais clara – “Nos ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. Apesar de sinistra, achamos a sua visita obrigatória.

Muito próximo da Capela dos Ossos está o jardim público, que esconde algumas particularidades.

Antes disso, assim que entramos percebemos ser um jardim como ainda existem alguns por Portugal fora. Com as suas flores e jardins bem tratados, bancos que convidam a uma pausa e o característico Coreto. A principal particularidade deste jardim é que ele contém as chamadas “Ruínas Fingidas”. Ou seja, restos de várias outras ruínas que foram colocadas ali. Daí serem “ruínas fingidas”. Além disso, estas ruínas albergam uns hóspedes muito interessantes – Pavões, que com as suas belíssimas caudas dão outra cor aquele espaço.

Capela dos Ossos - Évora
Capela dos Ossos

Templo Romano, Largo Conde Vila Flor e Jardim de Diana

Também conhecido por Templo de Diana, devido a uma lenda antiga que associava a sua construção à Deusa romana da caça, é um dos mais grandiosos e mais bem preservados de toda a Península Ibérica. Este é, sem dúvida, o cartão de visita da cidade de Évora.

Para além do Templo Romano, é neste Largo que se encontram alguns dos edifícios mais importantes da Cidade.

A Igreja de Loios, uma das igrejas mais bonitas de Portugal, onde no seu interior, podemos admirar a arte da azulejaria elevada ao seu expoente máximo, é simplesmente magnífica.

Porém, podemos ainda visitar o Palácio dos Duques de Candal, o Museu de Évora e o Centro de Arte e Cultura.

Imediatamente por detrás do Templo Romano, avistamos o que parece ser um pequeno jardim encantado, tal a beleza daquele local. O Jardim de Diana torna-se ainda mais especial, não só pelas suas flores, mas também porque de lá é visível o Templo Romano e a torre da Catedral. Esta fusão de elementos é o que torna para nós, aquele jardim verdadeiramente único.

templo de diana visto do jardim de diana
Templo de Diana visto do jardim de Diana

Universidade de Évora, Igreja da Graça e Aqueduto da Água de Prata

A segunda mais antiga Universidade portuguesa, não pode ficar de fora num roteiro pela cidade de Évora. Os seus airosos claustros fazem-nos ter inveja de quem ainda lá estuda, e tem a sorte de ter aquele edifício como local de estudo.

Tendo como principal característica o facto de ser toda em granito local, faz com que a Igreja da Graça seja merecedora de uma visita, uma vez que também foi o primeiro monumento renascentista da cidade de Évora, tendo causado grande impacto na altura.

Por fim, mas não menos interessante, recomendamos uma visita ao Aqueduto da Água de Prata. Pelo seu tamanho e importância que teve no passado para todos os Eborenses, é um dos monumentos mais impressionantes da cidade.

Igreja da Graça - Évora
Igreja da Graça

O que fazer em Évora?

Évora é, por si só, uma cidade que não necessitava de muito mais para se tornar um destino turístico cultural de excelência. Contudo, o título de Cidade-Museu era insuficiente para os Eborenses, ainda mais quando a Barragem do Alqueva ficou concluída.

Assim, estas são algumas das actividades que nós recomendamos para quem vai passar uns dias a Évora.

Voo de balão de Ar Quente

Um passeio de balão de ar quente já é por si só uma experiência inesquecível. Agora imagina sobre as planícies infindáveis do Alentejo. Voar de balão de ar quente no Alentejo traz-nos paz à alma, tantas vezes irrequieta. Para que possas saber mais informações ou fazer a tua reserva clica aqui

Balão de ar quente - Alentejo
@windpassanger.pt

Saltar de Paraquedas

No reverso da moeda da tranquilidade de voar num balão de ar quente, está a adrenalina inerente a um salto de paraquedas. Um outra forma de ver o Alentejo através do céu que, certamente, não irá desiludir os mais corajosos. Para reservar clica aqui.

Salto de Paraquedas em Évora
@skydive.pt

Banhos romanos no Acqua Veritas Spa

Já diz o ditado em Roma sê Romano. Com influências fortíssimas deste povo que outrora habitou esta região, deixando como expoente máximo o Templo Romano, nada mais espectacular que te sentires um verdadeiro Imperador e desfrutar de um verdadeiro ambiente de banhos romanos. Assim, para saberes mais podes clicar aqui

Banhos Romanos em Évora
@acquaveritas.com

Visitar uma Herdade ou Quinta

Com um território rico em vinhas, não podíamos deixar de recomendar uma visita de degustação numa das muitas quintas que oferecem estes serviços. Contudo, das muitas que existem, recomendamos uma visita à Herdade do Esporão, Adega da Cartuxa ou à Quinta da Ervideira.

Além disso, esta última apresenta uma experiência um pouco diferente do habitual, chamada “Enólogo por um dia”. Ou seja, é uma experiência que dura algumas horas onde, de facto, nos tornamos enólogos trazendo uma garrafa do vinho engarrafado por nós.

Adega da Cartuxa

Experiências Gastronómicas

Certamente, ir ao Alentejo e não provar a sua rica gastronomia é impensável. São as migas, as cataplanas de porco preto, as açordas… tudo é bom no Alentejo. Estas experiências, podes realizá-las nos restaurantes locais, ou em empresas que fazem tours gastronómicas de produtos regionais. Seja qual for a tua opção, temos a certeza que não te vais arrepender.

Açorda Alentejana
Açorda Alentejana

Passeio de Barco no Alqueva

Pela sua proximidade, terminamos a nossa lista com um passeio de barco no Alqueva. Existem imensas opções, mas as que nós recomendamos são sempre aquelas ao por do sol. É divinal! Para esta actividade recomendamos os nossos parceiros Alqueva Tours

Contudo, se reservares connosco, oferecemos-te um desconto de até 5% (dependendo do número de pessoas).

Passeio de Barco no Alqueva
@alquevatours

Porém, se tiveres mais alguns dias disponíveis, recomendamos ainda a descoberta de toda a  região do  Alqueva .

Are you ready to Break Free?

Deixe uma resposta